terça-feira, 29 de junho de 2010

Um grito sem som,

uma porta que bate, e então agora são so ela e suas lágrimas.
Por que eles brigam tanto se são tão parecidos?
Seus pensamentos se encontram e mesmo assim estão sempre batendo de frente um com o outro. Se enfrentando como se o próprio reflexo os encomodasse.
Ainda vêem o mundo com olhos de crianças que em alguns minutos ali se encontram novamente a brincar, sorrir e ser feliz um com o outro como se nada tivesse acontecido. Porque um, não vive sem o outro e o outro ... esse tambem se torna incompleto. Porque eles se amam acima de tudo, e sabem disso.

3 comentários:

  1. Teu blog é incrivelmente interessante!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Obriada ;D . bem vinda sempre aqie :*

    ResponderExcluir
  3. Jack continue investindo na escrita, vc ten potencial! Segue meu blog tbm! dê uma "zoiada" lá depois!bjO*

    ResponderExcluir